1 de set de 2011

Como consertar o Mundo



Da coleção "Por e-mail", curtam esse texto:



Um gestor, preocupado com os problemas da empresa, estava trabalhando em casa quando  o seu filho de sete anos invadiu o escritório.


Irritado com a interrupção, tentou fazer com que o filho fosse brincar em outro lugar. Vendo que era impossível procurou algo que pudesse entreter o filho.  De repente, deparou-se com o mapa mundi. Com o auxílio de uma tesoura,cortou o mapa em vários pedaços e, juntamente com um rolo de fita adesiva, entregou-o ao filho dizendo: – Você gosta de quebra-cabeças e está querendo me ajudar. Então vou te dar o mundo para que possa consertá-lo. Aqui está o mundo todo cortado. Veja o que você pode fazer.


Passado algum tempo o filho alegre o chamava: – Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar tudinho!


A princípio o pai não deu crédito às palavras do filho. Seria impossível na sua idade ter conseguido recompor um mapa que jamais havia visto. Relutante, o homem se  levantou e  para sua surpresa viu que o mapa estava completo. Todos os pedaços estavam colocados nos devidos lugares.


Como seria possível, apenas uma criança e ter solucionado aquela questão?


Espantado perguntou: – Filho, você  não sabia como era o mundo, como conseguiu?


E, o menino, radiante – Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou a folha  da revista para recortar, eu vi que do outro lado estava a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui. Foi ai que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e vi que tinha consertado o Mundo.







Outras Mensagens:


Fábula do Cachorro Velho - O Poder da Sabedoria

Chique é Crer em Deus

No Stress, ou, Como Administrar as Cargas da Vida

O Beija-flor e o Incêndio

Porque não fui Promovido

Deus Nunca Erra

Só Observando - Mensagem de Jesus

Um Defeito Incorrigível da Mulher

Mensagem a Garcia


Você também pode me mandar uma mensagem para vê-la publicada aqui. Basta mandar um e-mail para:
fatimavesteprada@blogspot.com