25 de fev de 2012

Em breve o Google Sea View

Fonte: googlesightseeing.com

Hoje contamos com a tecnologia do Google Street View para visualizar ruas em diversas cidades do planeta. Eu mesma já passei pelo Central Park, Boulevard St., Fifth Av., por Londres e também, logicamente, por algumas ruas do meu Rio de Janeiro e quadras de Brasília. Virtualmente é claro!

Achei fantástica a possibilidade de visualizar em 360 graus as lojas, árvores, pessoas fotografadas no momento, a moda... é impressionante.

Não menos impressionante será nadar nos mares australianos, local onde o Projeto Google Sea View estabeleceu sua pesquisa, patrocinada pelaem parceria com a Universidade Queensland e a seguradora Catlin Group. Na realidade o Projeto chama-se Catlin Seaview Survey e objetiva extrair o máximo de informações possíveis sobre os recifes e fauna daquela região.

Um mergulhador motorizado com uma câmera de 360 graus levantará dados para a pesquisa alcançando profundidade de até 100 metros. Toda a fauna marinha poderá ser pesquisada, imagens serão capturadas para alimentar o banco de dados e em setembro deste ano, 20 pontos estarão disponíveis para nós, viajantes e mergulhadores virtuais.

Entretanto, para dar uma ideia do que será essa novidade, já existe uma versão demo disponível no site http://www.catlinseaviewsurvey.com/. São imagens incríveis! Vale a pena a visita até o lançamento do Google Sea View.

Visite e depois conte-me o que achou.

23 de fev de 2012

Você já ouviu falar em e-drug ou i-doser?



E-drug ou i-doser é um software que produz ondas sonoras binaurais (sons que alteram a frequência do cérebro) em intensidades diferentes, mesclado a sons de fundo. As doses podem provocar reações diversas, dependendo do objetivo a ser alcançado. Para "consumir" basta o programa e um bom fone de ouvido.


Algumas são estimulantes, outras relaxantes, algumas (dizem) aumentam o desejo sexual e outras criam o efeito de drogas como cocaína, LSD e derivados e outras ainda melhoram a capacidade mental produzindo efeitos criativos.


Tomei conhecimento do e-drug ao ler a revista SUPER edição de dezembro-2011 e agora resolví pesquisar um pouco sobre o assunto. De acordo com a revista, uma pesquisa realizada pelo National College of Natural Medicine (EUA) com voluntários observados antes, durante e depois de ouvirem o i-doser, não houve nenhuma alteração significativa nas correntes elétricas do cérebro. Entretanto, de acordo com o diretor do laboratório de psicofisiologia da Universidade Duke (EUA), aqueles que estiverem dispostos e se concentrarem poderão sentir alterações. A frequência resultante obtida com a soma das duas frequências em cada fone seria a fonte que induziria o cérebro a reagir de maneiras diferentes, dependendo dos sons produzidos.


Entrei no site i-doser.com e baixei o programa gratuito. Classifico minha curiosidade como puramente científica. Nunca experimentei drogas - acreditem - no alto dos meus quase 49 anos. Meu único vício é o cigarro. O álcool nunca me viciou nem xarope de qualquer gênero. Não sou facilmente induzida por sites sensacionalistas, lendas urbanas (já que busco a verdade por trás dessas correntes que viajam pela rede como pode ser visto neste blog), hipnose ou dinheiro fácil.


Diante deste currículo, achei-me em condições de experimentar essa novidade (nem tão nova assim já que os criadores lançaram o i-doser em 2005 conforme dados da Wikipédia e já estão na versão 5.0).


Ao baixar o programa você recebe 3 doses (nome dado ao arquivo onde o som está gravado) gratuitas. Portanto amiga(o), se quiser mais, terá que comprar no próprio site já que os arquivos baixados pelo 4Shared não são aceitos pelo programa. Pesquisando superficialmente os valores não são tão altos assim; variam de U$ 2,00 a U$ 8,75. São 140 efeitos, aproximadamente, mas devem existir mais doses.


Na área de produtos você encontrará promessas de experiências extra-sensoriais, algumas de gosto duvidoso, outras assustadoras,  mas a que me interessaram foram as que fazem abandonar o vício (no meu caso, do cigarro), combatem a depressão, aumentam a criatividade ou relaxam.


Preparei-me conforme sugerido sentada em uma posição confortável e isolando os sons externos. Escolhi um que induzia estado de alegria e me concentrei.


Uma música bem distante começa a tocar e um som vai surgindo no fone esquerdo como um apito, uma sirene, e vai aumentando. Nos primeiros 5 minutos aquilo já estava causando efeito em mim sim. Estava ficando irritada com aquele som. Forcei-me a continuar (a dose era de 20 minutos) para ver até onde iria, aguardando que outro som surgisse para aliviar aquele que incomodava. Após alguns minutos pude perceber que no fone direito havia o som de um jato de água muito forte, como uma cachoeira. O som do fone esquerdo passou a emitir ondas e tive a impressão que, com a água, estava boiando em uma espécie de rio (indução promovida pela cachoeira).


Por algum tempo trouxe até um certo conforto mas devo admitir que não estava completamente relaxada já que a expectativa da experiência já me fazia criar o texto que escreveria aqui. Mas quando percebia que a mente vagava pelo mundo dos pensamentos, eu me forçava a me concentrar no tal som. E foi assim durante os 10 minutos restantes, quando o som foi reduzindo até ser substituído pela música ao longe.


Resultado da experiência: o zumbido permaneceu oscilando na minha mente durante uns 20 minutos aproximadamente após o teste. A tal alegria não rolou. Outras técnicas de meditação me dão mais tranquilidade e não agridem meus tímpanos.


Já posso garantir que não vou me viciar no e-drug mas não recomendo essa experiência para crianças, jovens, idosos ou pessoas em estado aflitivo ou emocionalmente frágeis. 


Alguém já experimentou e gostaria de contar como foi? Escreva, comente. Vamos trocar experiências.


Em tempo: encontrei um excelente texto sobre o assunto  no blog mexicano http://hyperkamui.blogspot.com/. Vale a pena ler.

21 de fev de 2012

Série: I Hate my Teenager Daughter - meu desabafo


Sou fã de algumas séries das TV's pagas. Dentre as que mais aprecio na atualidade estão The Big Bang Theory, Fringe, Dexter, só para citar algumas. 


Recentemente estreou na Warner um seriado (que está desde novembro do ano passado na televisão americana) que, como o nome já diz, causa um certo desconforto nos lares onde respeito e amor são as palavras de ordem.


Traduzindo: "Eu odeio minha filha adolescente". Além de possuir um título que faz uma afirmação muito forte e densa, a série, pelo menos para mim, não tem nada de cômica. São duas mães por volta dos 40 anos, cada uma com uma filha adolescente. Tanto mães como filhas são amigas entre si mas inimigas de suas progenitoras e vice-versa. O seriado é totalmente baseado em desentendimentos e desencontros por conta da diferença de geração, culpa, remorso, enfim, ingredientes que serviriam mais para um drama do que para uma comédia.


Não bastasse, no terceiro episódio da primeira temporada fiquei chocada com a maneira desrespeitosa com que nós, brasileiras, fomos tratadas. Existe um diálogo entre uma das mães com sua filha em que ela diz: "- Quem é essa prostituta brasileira e o que ela fez com a minha filha?" (...)


O que foi isso? Fiquei tão brava que não poderia perder a oportunidade de postar minha indignação e se eu já não tinha nenhuma vontade de acompanhar essa série, agora é que me nego pelo total desrespeito às mulheres brasileiras. Aliás, fosse eu advogada, levantaria um processo contra o responsável pelo tal seriadinho. Ignorar que denegriram a imagem da mulher brasileira é a reação normal dos brasileiros, povo pacífico, que aceita comentários toscos sobre nossa gente.


É inadmissível aceitar essa conduta. Não podemos permitir que qualquer outro país nos rotule pelos flashes do nosso cotidiano nas praias, nos bailes funk ou de algumas ditas representantes do corpo feminino para gringo ver. Estou ciente de que grande parcela da nossa população precisaria aprender a definição da palavra dignidade. Aos que a possuem, sugiro que não percam seu tempo dando audiência ao dito seriado, já que deixou muito claro o desrespeito por qualquer mulher de qualquer país. Foi o Brasil. Poderia ter sido África, Cuba, Argentina... Não importa.


Como se na América do Norte não existisse tal figura! Bastava ter dito apenas prostituta, sem direcionar a cidadania e continuaria a ser somente mais um besteirol que não deu certo. Ou seja, foi um diálogo infeliz, descabido e desnecessário.


Fica registrado o desabafo.

20 de fev de 2012

Camisa Social Masculina - EU APOIO! - Ganha mais chances quem divulga mais

Estamos em pleno Carnaval no Brasil e obviamente a Campanha da Camisa Social não vai rolar para os meninos nesta época do ano. Afinal, brincar usando camisa social além de ser desconfortável é totalmente "out"...


Mas, a partir de quinta-feira, tudo volta ao normal, o país começa a funcionar realmente e nossa Campanha vai bombar pelo Brasil afora.


Enquanto isso, queria mostrar aqui a divulgação que o Fabianno do blog Artesanato, Decoração? Faça Você Mesmo! em um lugar de destaque - na faixa da direita, onde pode ser visto por todos os seus visitantes e seguidores.



Aliás o blog dele é lindíssimo como já falei aqui. Vale a visita.


Valeu Fabianno. Beijos no coração.

E você? Vai deixar para a última hora? Participe! Basta seguir o blog Fátima Veste Prada e divulgar a Campanha. Pode usar o selo à vontade! Mas não se esqueça de me mostrar onde você está divulgando.


Para cada divulgação você ganhará 1 número para participar. Já temos participantes concorrendo com 4 números. O sorteio será no dia 26 de março. 

Ajude a conscientizar nossos homens a ficarem mais charmosos!

19 de fev de 2012

Ficha Limpa - uma luz no fim do túnel?


Quinta-feira passada, 17 de fevereiro,  foi aprovada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a Lei da Ficha Limpa. Após uma batalha extremamente exaustiva, a Lei sancionada em junho de 2010 pelo então Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, prevê que os políticos cujo mandato tenha sido cassado tornar-se-ão inelegíveis durante oito anos, incluindo aqueles que renunciaram ao mandato para fugir do processo de cassação (procedimento rotineiro)  e os condenados criminalmente por órgão colegiado, tendo sido julgados ou não.


Em 2009 o então projeto de iniciativa da ABRACCI (Articulação Brasileira contra a Corrupção e a Impunidade) e do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral) rodou o país e coletou mais de 1,3 milhões de assinaturas (mais de 1% dos eleitores brasileiros), sendo apresentado ao Congresso Nacional, conforme previsto em nossa Constituição e sancionado como Lei Complementar nr. 135.


A Lei da Ficha Limpa já valerá para as eleições municipais deste ano.


Como não gosto apenas de transmitir a notícia mas de apurar dentro da internet maiores detalhes, encontrei o site Ficha Limpa para maiores informações. Lá você poderá consultar se seu candidato não possui nenhum "impeditivo" para a sua eleição. No menu inicial existem quatro abas (Cadastrar Candidato, Consultar Candidatos, Candidatos Descadastrados e Denunciar Candidato). O site também te dá a opção de receber as novidades por e-mail (logicamente já me cadastrei).


Os administradores informam que o sítio será alimentado voluntariamente pelos candidatos que atenderem aos requisitos. Eles deverão apresentar documentação e aguardar a aprovação para serem  qualificados e terem seus nomes no cadastro de consulta pública.


A busca pelo candidato pode ser feita pelo nome, partido, cargo ou número mas inicialmente está aberto somente para candidatos à Presidente, Deputado Federal, Senador e Governador, o que significa dizer que nas eleições deste ano, que serão municipais, esse sítio não ajudará muito os eleitores, a não ser que ampliem o cadastro para Deputado Estadual e Vereador.


Consultando o cadastro apenas 77 políticos se inscreveram por enquanto, sendo 14 no Rio de Janeiro  (com destaque para o Gabeira do PV como Governador) e 30 em São Paulo com destaques para Plinio Sampaio do PSOL para Presidente, Fabio Feldman e Paulo Roberto Bufalo, PV e PSOL respectivamente, para Governador.


Restará aguardamos as propagandas eleitorais e ver se o sítio amplia os cargos para consulta de candidatos e qual será o novo quadro da política nacional com a implementação dessa tão esperada Lei.


E você, qual sua opinião nessa era que se inicia com maior seletismo para cargos públicos?