7 de set de 2011

Criança Esperança - Denúncia - parte final



Continuando minha postagem anterior, eis a carta que roda a internet. Repito que não posso responder pela veracidade da informação abaixo publicada, mas concordo em número e grau com o teor do e-mail.




CARTA ABERTA DE ELIANE SINHASIQUE (jornalista e publicitária) PARA RENATO ARAGÃO (o Didi da REDE GLOBO DE TELEVISÃO) . . . . . !!!
Nota DEZ para essa mulher ! Parabéns !


Querido Didi,
Há alguns meses você vem me escrevendo pedindo uma doação mensal para enfrentar alguns problemas que comprometem o presente e o futuro de muitas crianças brasileiras. Eu não respondi aos seus apelos (apesar de ter gostado do lápis e das etiquetas com meu nome para colar nas correspondências) ..........
Achei que as cartas não deveriam ser endereçadas a mim. Agora, novamente, você me escreve preocupado por eu não ter atendido às suas solicitações.
Diante de sua insistência, me senti na obrigação de parar tudo e escrever uma resposta.
Não foi por " algum motivo " que não fiz a doação em dinheiro solicitada por você. São vários os motivos que me levam a não participar de sua campanha altruísta (se eu quisesse poderia escrever umas dez páginas sobre esses motivos).
Você diz, em sua última carta, que enquanto eu a estivesse lendo, uma criança estaria perdendo a chance de se desenvolver e aprender pela falta de investimentos em sua formação !
Didi, não tente me fazer sentir culpada. Essa jogada publicitária eu conheço muito bem. Êsse tipo de texto apelativo pode funcionar com muitas pessoas mas, comigo não.
Eu não sou ministra da educação. Não ordeno e nem priorizo as despesas das escolas e nem posso obrigar o filho do vizinho a freqüentar as salas de aula.
A minha parte eu já venho fazendo desde os 11 anos de idade, quando comecei a trabalhar na roça para ajudar meus pais no sustento da família.
Trabalhei muito e, te garanto, TRABALHO NÃO MATA NINGUEM ! Muito pelo contrário, faz bem !
Estudei na escola da zona rural, fiz Supletivo, estudei à distância e muito antes de ser jornalista e publicitária eu já era uma micro- empresária. 
Didi, talvez você não tenha noção do quanto o GOVERNO FEDERAL tira do nosso suor para manter a saúde, a educação, a segurança e tudo o mais que o povo brasileiro precisa.
Os impostos são muito altos ! Sem falar dos Impostos embutidos em cada alimento e em cada produto ou serviço que preciso comprar para o sustento e sobrevivência da minha família. 
Eu pago pela educação duas vezes : pago pela educação na escola pública, através dos impostos, e na escola particular, mensalmente, PORQUE SOMENTE A ESCOLA PÚBLICA NÃO ATENDE COM ENSINO DE QUALIDADE QUE, ACREDITO, MEUS DOIS FILHOS MERECEM !!!
Não acho louvável recorrer à sociedade para resolver um problema que nem deveria existir, pelo volume de dinheiro arrecadado em nome da educação e de tantos outros problemas sociais !
O que está acontecendo, meu caro Didi, é que os administradores dessa dinheirama toda não veêm a educação como prioridade !
PARA ÊLES, A EDUCAÇÃO LHES RETIRA A SUBSERVIÊNCIA E ÊSSE FATO, POR SI SÓ, NÃO INTERESSA AOS POLÍTICOS QUE ESTÃO NO PODER. POR ISSO, O DINHEIRO ESTÁ SAINDO PELO RALO; ESTÃO JOGANDO FORA , OU APLICANDO MUITO MAL !!!
Para você ter uma idéia, na minha cidade cada alimentação de um presidiário custa para os cofres públicos R$ 8,82 (oito reais e oitenta e dois centavos), enquanto que a merenda de uma criança na escola pública custa R$ 0,20 (vinte centavos) !!! O governo precisa rever suas prioridades, você não concorda ? Você pode ajudar a mudar isso ! Não acha ?
Você diz em sua carta que não dá para aceitar que um brasileiro se torne adulto sem compreender um texto simples ou conseguir fazer uma conta de matemática. Concordo com você !
É por isso que sua carta não deveria ser endereçada à minha pessoa. Deveria ser endereçada à Presidente da República !!!
Ela é "a cara" !!! Ela é quem tem a chave do cofre e a vontade política para aplicar os recursos !
Eu e mais milhares de pessoas só colocamos o dinheiro lá para que ela faça o que for correto e necessário para melhorar a qualidade de vida das pessoas do país, sem nenhum tipo de distinção ou discriminação. MAS, NÃO É O QUE ACONTECE !!!
No último parágrafo da sua carta, você joga, mais uma vez, a responsabilidade para cima de mim, dizendo que as crianças precisam da "minha doação" e que a "minha doação" faz toda a diferença...
Lamento discordar de você, Didi !!! Com o valor da doação mínima de R$ 15,00 (quinze reais) eu posso comprar 12 quilos de arroz para alimentar minha família por um mês, ou posso comprar pão para o café da manhã para 10 dias..... !!!
Didi, você pode até me chamar de muquirana, não me importo, mas, R$ 15,00 (quinze reais) eu não vou doar! Minha doação mensal já é muito grande. Se você não sabe, eu faço doações mensais de 27,5% de tudo o que ganho !!!
Isso significa que o governo leva mais de um terço de tudo que eu recebo e posso te garantir que essa grana, se ficasse comigo, seria muito melhor aplicada na qualidade de vida da minha família !
Você sabia que para pagar os impostos eu tenho que dizer NÃO para quase tudo que meus filhos querem ou precisam ? Meu filho de 12 anos quer praticar tênis e eu não posso pagar as aulas que são caras demais para nosso padrão de vida. Você acha isso justo ? Acredito que não. Você é um homem de bom-senso e saberá entender os meus motivos para não colaborar com sua campanha pela educação brasileira.
Outra coisa Didi, MANDE UMA CARTA PARA A PRESIDENTE "DILMA" pedindo para ela selecionar melhor os ministros e também os professores das escolas públicas ! Só escolher quem, de fato, tem vocação para ser ministro e para o ensino.
Melhorar os salários daqueles profissionais também funciona para que êles tomem gosto pela profissão e vistam, de fato, a camisa da educação ! Peça para ela, também, fazer escolas de horário integral, escolas em que as crianças possam, além de ler, escrever e fazer contas, possam desenvolver dons artísticos, esportivos e habilidades profissionais. Dinheiro para isso está sobrando sim ! Diga para ela priorizar a educação e utilizar melhor os recursos.
Bem, você assina suas cartas com o pomposo título de Embaixador Especial do Unicef para Crianças Brasileiras e eu vou me despedindo assinando... Eliane Sinhasique - Mantenedora Principal dos Dois Filhos que Pari !!!
P.S.: Não me mande outra carta pedindo dinheiro. Se você mandar, serei obrigada a ser mal-educada: vou rasgá-la antes de abrir.





Eternamente Queen

Fonte: onze11.com.br
Nesta semana Fred Mercury, se vivo fosse, estaria comemorando 65 anos de idade. O Google fez uma linda mensagem e eu não poderia ficar de fora.

Farrokh Bulsara (seu nome verdadeiro) foi considerado o melhor cantor de todos os tempos. Possuía uma voz tão poderosa que certa vez desafiou Montserrat Caballe (famosa cantora lírica) e ganhou! 

Fred formou-se em Design Gráfico e Artístico o que deu-lhe bagagem para participar da produção da capa de alguns discos.

Não dirigia mas gostava de fumar, gastava milhares de dólares em arte, não se considerava líder mas assim o foi por afirmar que o sucesso da banda era o resultado da equipe. 

A Banda considerou o Rock in Rio - primeira versão (1985) - o show mais contagiante de sua história.

Escrever sobra a vida de Fred seria somente reproduzir aqui muitos textos que povoam a internet.

Desejo apenas expressar minha saudade, e Fred, a gente se vê em outra vida, brother!

Vejam abaixo uma entrevista feita à Gloria Maria da sacada do hotel onde o Queen se hospedou no Rio de Janeiro - só para descontrair...




5 de set de 2011

Criança Esperança - Denúncia I


O e-mail que recebí esta semana já é um velho conhecido. 


Quem me conhece sabe que não sou fã da Rede Globo. Minha televisão não sabe nem sintonizar essa emissora, principalmente agora que desfruto da TV a cabo. 


Pois bem, dentre tantos absurdos cometidos pela Globo, um que não consigo engolir é o tal de ''Criança Esperança''. No intuito de levar os brasileiros incautos a se comoverem com as histórias apresentadas, fazendo-os se sentirem culpados pela pobreza, pelo trabalho escravo, pelas más condições em que vivem nossos pequenos brasileirinhos, arrecadam quantias de grande monta alegando que com a contribuição ofertada pelos telespectadores (em troca de shows de seus artistas preferidos) estarão minimizando as vicissitudes pelas quais essas crianças passam como menores abandonados, deficientes e outras mazelas que acometem nosso País.


Entretanto, o que poucos sabem, é que essas pequenas contribuições não podem ser abatidas do Imposto de Renda e Deus sabe se toda a quantia arrecadada tem como destino final a melhoria na situação dessa parcela sofrida da população brasileira.


Como gestora, uma das regras que procuro usar é a de que se você aponta um problema, deve apresentar soluções e, não fugindo à regra, tenho uma solução para a dona Globo: por que não convocar todos os seus milionários apresentadores, os jogadores de futebol, as socialites e os políticos para os quais ela faz campanha, incitando-os (e porque não dizer, obrigando-os) a contribuir com um mês de seus salários em prol de uma questão tão delicada, que nunca tem fim porque à própria ''Vênus Platinada'' interessa que essa miséria permaneça? 


Para ilustrar, no próximo artigo publicarei uma carta supostamente escrita por uma senhora chamada Eliane Sinhasique que se identifica como jornalista, e que divulgou pela internet há alguns anos sua indignação muito justa pela insistência de um artista da emissora solicitando sua contribuição ao programa, através de constantes cartas endereçadas à sua residência.


Se se trata de Lenda Urbana, assunto já publicado em 2009, se esta senhora existe ou não, é irrelevante. O que vale realmente a pena ler é a mensagem que é passada. Seria bom se fosse assimilada pelo maior número possível de pessoas. Quem sabe, um dia, caia essa máscara de emissora preocupada com o social que tanto se esforça em transmitir.