29 de jun de 2011

Saudades - 2º capítulo (Justiça em Dobro)



Em 2009 cheguei a começar o que pensei ser uma série de postagens, relembrando seriados antigos, mas acabei escrevendo somente sobre uma: Eu, a patroa e as crianças.


Agora, recuperando o tema, vou ao segundo capítulo da saga naftalina (kkk).
Hoje vou falar sobre um seriado que embalou meus sonhos de pré-adolescente: "Starsky & Hutch - Justiça em Dobro".


Lançado na década de 70, seria o piloto do segmento Miami Vice (sobre esse falarei no próximo post). Contava a história de dois policiais das ruas de Nova York, combatendo bandidos, traficantes e cafetões. Com o temperamento calmo e ponderado, Kennedy Hutch vivido por David Soul, contrastava com o agitado e impaciente David Michael Starsky, muito bem caracterizado por Paul Michael Glaser, que não largava seu Ford Grand Torino 74, vermelho, ostentando uma lista branca na lateral, que fez com que muitos rapazes da época pintassem seus Mavericks.




Hoje, David Soul vive engajado em questões como controle de armamento e violência, proteção de animais, direitos humanos, além de seguir carreira na música. Mas sua forte amizade com Paul permanece íntegra, raro de se ver hoje em dia. David costuma contar que houve uma ocasião em que tiveram que gravar nada menos que 67 vezes a mesma cena pois a todo momento se entreolhavam e riam sem parar.






Já Paul, ator, diretor e escritor, perdeu a esposa por causa do sangue contaminado que ela recebeu de uma transfusão, tornando-a soropositiva sem que ela soubesse, passando a doença para a filha através do leite materno, que também não resistiu e faleceu. O segundo filho, também com Aids, continua vivo e acredita-se, vencendo a doença.


Starsky & Hutch ganhou uma roupagem nova com versão cômica para o cinema, interpretados por Ben Stiller e Owen Wilson.






Fica registrada então, a homenagem a esses dois grandes atores.