2 de abr de 2013

Estresse Parte II

Dando continuidade à postagem Estresse + Estresse = Cortisol, eis mais 5 maneiras em que o estresse pode interferir na saúde da mulher:


6. Depressão 
As mulheres são duas vezes mais propensas a sofrer de depressão do que os homens e 
pesquisas recentes tem procurado diferentes respostas e reação ao estresse entre os sexos para explicar esta discrepância. Os níveis elevados de cortisol resultantes do estresse crônico após longo prazo de trabalho ou o estresse agudo advindo de um evento difícil na vida como a morte ou o divórcio podem agir como um gatilho para a depressão .


7. Insônia
A maioria de nós sabe a sensação de se revirar na cama à noite, pensando sobre os acontecimentos do dia ou problemas no trabalho. Sem surpresa, o estresse é uma 
causa comum de insônia , o que pode levar à dificuldade de concentração, irritabilidade e falta de motivação.

8. Ganho de Peso
Altos níveis de estresse também são correlacionados com 
aumento do apetite e ansiedade pelo açúcar , o que pode levar ao ganho de peso devido à uma diminuição do metabolismo . 

9. Diminuição da fertilidade
Enquanto mais pesquisas são necessárias para melhor esclarecer a relação entre o estresse e fertilidade, 
estudos recentes descobriram que mulheres com altos níveis de alfa-amilase, uma enzima ligada ao estresse, tem mais dificuldade para engravidar. As mulheres com a maior concentração de enzima durante o seu ciclo menstrual possuem de 12% menos probabilidades de engravidar do que as mulheres com a mais baixa concentração de alfa-amilase.

10. Aumento do risco de doença cardíaca e derrame 
De acordo com um estudo de 2012 realizado com mais de 22.000 mulheres, as que possuíam menos quantidades elevadas de stress no trabalho tinham 40% mais probabilidade de sofrer um evento cardiovascular (um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral) do que as mulheres que relataram baixos níveis de estresse no emprego.

Fonte: http://www.huffingtonpost.com/
Carolyn Gregory
Postar um comentário