31 de jul de 2017

Qual é a sua missão?



Hoje resolvi escrever, ou melhor, transcrever, um texto que li sobre nosso EU interior.

Achei pertinente e acredito que você gostará do conteúdo, independente de suas crenças religiosas ou filosóficas.

Como trato dos mais variados assuntos, tal como uma revista dinâmica, disseminar  mensagens que falem sobre reforma íntima, autoanálise, e desafios da vida, são assuntos sempre atuais e que nos auxiliam na eterna busca por nós mesmos.

Então, vamos ao texto, com os créditos no final.

Comentem, não sejam tímidas(os). Quero muito ouvir sua opinião!



"No Universo, todos os seres estão interconectados e dizemos que somos um grande organismo, mas cada um, desde o maior até o menor nível possui seu nível de consciência. Desde uma pequena partícula atômica, passando por uma célula, por cada animal, planeta e Universo. Cada um destes Seres possui sua consciência, que é a consciência de todos os seres que o compõe.
Cada ser possui sua jornada individual de evolução. Tudo está sempre em evolução. Nada é estático, tudo é movimento. Todos trabalham pela aquisição do conhecimento.
O conhecimento não é absoluto, não é único, é multifacetado e multidimensional. Através deste processo, que ocorre simultaneamente em uma quantidade infinita, surgem sempre novas visões, novas abordagens de conhecimento que são incorporadas pelo Todo, auxiliando a evolução do Todo.
Nem o Todo é perfeito. Se o fosse, estaria estático, sem evolução, sem movimento. E a ausência do movimento é a morte, o deixar de Ser.
No estágio atual (...) este processo de aquisição de conhecimento é feito por sucessivas reencarnações.
O conhecimento adquirido em cada encarnação é sintetizado através dos corpos dimensionais. A cada dimensão este conhecimento sofre uma síntese e chega ao seu Ser essencial como um pequeno fragmento, que é a grande súmula de todo o conhecimento de uma vida.
Este processo gera novas perguntas, lacunas de conhecimento, que geram uma programação para as próximas experiências encarnatórias. Neste laboratório programam-se os sentimentos que poderão levar às respostas – as experiências de sua próxima vida.
Nesta rodada de descida dimensional vão se formando os detalhes de cada nova experiência a ser vivida ou revivida a partir do seu próximo nascimento. Aqui é programado o que algumas filosofias chamam de Karma e Dharma.
Seu Karma e seu Dharma, as experiências pelas quais deves passar, são programados por você mesmo, pelo seu Ser. Você é o seu Karma. Seu Karma é a sua ânsia de conhecimento, e só vai cessar quando o seu Ser adquirir o conhecimento que necessita nesta esfera dimensional.
Você tem a possibilidade de adquirir todo o conhecimento necessário nesta vida, mergulhando no oceano de conhecimento, resolvendo todo seu carma e ascensionando para as experiências da próxima dimensão. Ou pode seguir o script traçado e vivenciar o que está programado.
Você também pode como bom ignorante, deixar de ouvir sua voz interior e abandonar o script que você mesmo programou, desperdiçando toda uma vida.
Ao encarnar você perde a consciência dos acontecimentos anteriores, mas ainda possui uma voz interior que acessa seu Ser essencial e lhe orienta nos caminhos desta encarnação.
Manter esta conexão aberta é uma opção sua. Alguns seres amigos também estarão ao seu lado tentando lhe orientar.
Dedique-se aos prazeres mundanos que são fáceis, mas ao mesmo tempo geram frustração e novas necessidades, mantendo-o nesta pobre cadeia que o desconecta da sua essência.
Ou procure prazeres mais sutis, mais difíceis de alcançar, mas que irão saciar definitivamente sua consciência e aumentar a sua conexão com seu Eu interior.

Aqui está o Seu Céu e o Seu Inferno !"

Fonte: https://pramashanti.wordpress.com/2014/08/08/a-missao-de-cada-um/