23 de mar de 2012

Mudanças são sempre necessárias


O ser humano tem por hábito acomodar-se em situações rotineiras como o emprego, os móveis da casa, o estilo de roupa, a comida.

Entretanto o que poucas pessoas sabem é que mudanças sempre nos fazem repensar e mudar a forma como vemos a vida.



Sou uma pessoa que detesta rotina e quando sinto que não estou bem procuro forças para alterar alguma coisa em minha vida a fim de mudar a perspectiva e me trazer de volta a alegria escondida.

Por exemplo, estou sempre mudando os móveis da casa de lugar. Talvez por um efeito explicado pelo Feng Shui, essas mudanças fazem minha vida ter outro sentido, fazem com que eu me sinta renovada, mais animada.

Neste momento aplico a teoria do destralhe-se que já expliquei aqui. Alguns amigos concordaram com o texto e comentaram que depois que passaram a aplicar essas pequenas mudanças em suas vidas, sentiram-se renovadas, com novos objetivos.

Outro hábito que costumo alterar é o trajeto que percorro para o trabalho, para as compras, para o curso e vice-versa. Ou mudo a linha do ônibus, ou altero o percurso, enfim, procuro sempre alterar alguma coisa a fim de não cair na armadilha do comodismo.

Já alterei a rotina da cozinha criando e experimentando novas receitas, se vou me alimentar fora de casa, altero os restaurantes e lanchonetes para experimentar novos sabores, procuro novos lugares para conhecer...

No filme Sociedade dos Poetas Mortos, o professor que ensinava de modo totalmente lúdico, fugia da mesmice e certa ocasião fez com que todos os alunos subissem nas carteiras a fim de observarem melhor tudo o que os cercava. Se você fizer isso (subir em uma cadeira no meio da sua sala) também sentirá que sua perspectiva, seu ângulo de visão, altera completamente. É como se o ar à sua volta se transformasse.

Portanto, meus caros leitores, hoje incito vocês a mudarem alguma coisa nas suas vidas a fim de que possam agregar novas visões, novas atitudes, novo sentido às suas vida.

Experimentem. Não há necessidade de grandes mudanças. Comece com coisas pequenas, detalhes que fazem parte do dia a dia. Se vocês tiverem a coragem de ousar, verão que tenho razão. Até Deus, em sua sabedoria, ousou, mudou e criou o mundo executando atividades diferentes em momentos diferentes (continuamente sendo alterado) . Às vezes nós é que não conseguimos perceber e nos recusamos a sair do nosso mundinho.

Pensem nisso e me digam o que fizeram e contem-me como foi. É nossa experiência.