17 de dez de 2011

As trapalhadas de Perry Farrel - Festival Lallapalooza

O ex-gótico, vocalista Perry Farrel, responsável pelo show que ocorrerá no Jockey Club de São Paulo em abril de 2012, o festival Lollapalooza, é o tipo do cara que vai a um país sem saber absolutamente nada da sua cultura.


Eu sei que o americano tem o péssimo hábito de desconhecer tudo o que acontece ao seu redor, longe do seu patriótico umbigo, mas  já que se dispõe a trabalhar fora do seu território, o mínimo que deveria fazer seria uma boa pesquisa de campo para não passar vergonha na casa alheia.


Não desmerecendo suas habilidades e história de vida, acredito que o cidadão foi no mínimo infeliz ao proferir as frases que vem despejando na mídia, numa verborragia para lá de desequilibrada. Além de alegar que sua intenção era "prestar um serviço aos brasileiros" e que com isso só "conseguiu sentir dor de cabeça", o que mais me desagradou foram seus comentários sobre "não termos uma educação musical", "estou aprendendo sobre os brasileiros agora, assim como vocês estão aprendendo agora sobre as bandas internacionais..." ou ainda sobre trazer Joan Jett "que vocês não devem conhecer"...


Esse senhor desconhece que o Brasil sempre foi consumidor das músicas e bandas americanas e européias, nunca ouviu falar em Rock in Rio em suas várias versões e toda uma cultura musical das terras tupiniquins. Sem falar que não estava preparado para a venda de ingressos que foi inviabilizada pela grande procura - ele desconhecia também o tamanho da tribo...


Mais detalhes em:
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1010266-vim-para-ca-de-bom-humor-e-agora-quero-morrer-diz-perry-farrell.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1009762-grave-um-disco-bom-e-ganhe-mais-fas-diz-perry-farrell-a-lobao.shtml
Postar um comentário