8 de set de 2009

Prêmio IgNobel




Continuando o assunto sobre pesquisa científica, descobrí que existe uma premiação chamada de "Prêmio IgNobel" que vem a ser uma sátira do prêmio Nobel e é dado a cada outono para a descoberta científica mais estranha do ano. O objetivo é premiar pesquisas raras, honrar a imaginação e atrair o interesse público para a ciência. Foi criado pela revista de humor científico "Annals of Improbable Research (Anais da Pesquisa Improvável) e a cerimônia de entrega é realizada em Harvard.

Abaixo você encontrará alguns dos prêmios que considerei mais estranhos:

  • Os tatus podem misturar os vestígios em um sítio arqueológico. (Arqueologia, Astolfo Gomes de Mello Araujo e José Carlos Marcelino, 2008)
    O Professor Grant deve ter tido problema com eles antes de ir para Jurassic Park...
  • As pulgas que vivem nos cães pulam mais alto do que as que vivem nos gatos. (Biologia, Marie-Christine Cadiergues, Christel Joubert e Michel Franc, 2008) E isso vai mudar minha vida porque...?!?
  • Medicamentos falsos caros são mais eficientes do que os medicamentos falsos baratos (Medicina, Dan Ariely, 2008) Alguma coisa relacionada aos Genéricos ?!?
  • Montes de corda ou cabelo inevitavelmente embolam. (Física, Dorian Raymer e Douglas Smith, 2008) Ah tá! Lei de Murphy, não é?
  • Estudo teórico de como as folhas de papel amassam. (Física, L. Mahadevan e Enrique Cerda Villablanca, 2007) E como ficou o meio ambiente durante este estudo? Quantas árvores foram sacrificadas?
  • Pesquisa e desenvolvimento de uma "bomba gay" que poderia fazer com que as tropas inimigas se tornassem sexualmente atraídos uns pelos outros. (Paz, Laboratório Wright da Força Aérea dos Estados Unidos em Ohio, 2007) Essa é hilária! Imagine os homens do Bin Laden correndo atrás dos soldados americanos!
  • Estudo "Consequences of Erudite Vernacular Utilized Irrespective of Necessity: Problems With Using Long Words Needlessly" (Consequências do vernáculo erudito utilizado sem necessidade: problemas de se usar palavras longas desnecessariamente). (Literatura, Daniel Oppenheimer da Universidade de Princeton, 2007) É por isso que vivo externalizando minha teoria de que quando expressamos aquilo que intencionalmente desejamos verbalizar, este colóquio deve ser expresso em condições extremamente curtas e enfáticas...
  • Cálculo do número de fotografias que devem ser tiradas para assegurar que ninguém, em uma foto em grupo, apareça de olhos fechados. (Matemática, Nic Svenson e Piers Barnes de uma Organização Australiana de Pesquisa Científica, 2007) Prestarei bastante atenção para manter meus olhos bem abertos na próxima vez em que for fotografada...
  • Monitoramento elétrico da atividade cerebral de uma lagosta, enquanto ela assistia a uma seleção dos melhores momentos de "Guerra nas Estrelas". (Paz, Claire Rind e Peter Simmons da Universidade de Newcastle, Reino Unido, 2006) Será que ela era fã do Spielberg?
  • Relógio despertador que foje e se esconde, desse modo assegurando que as pessoas de fato saiam da cama e acrescentando assim muitas horas produtivas de trabalho (Economia, Gauri Nanda do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, 2006) Uau! Fico imaginando um relógio correndo pelo meio do quarto para não ser abatido pelo recém despertado...
  • Demonstração de que a espuma da cerveja obedece à lei matemática do decaimento exponencial. (Matemática, Arnd Leik da Universidade de Munique, 2002) Farei esta experiência da próxima vez que degustar minha cervejinha...
  • Relatório sobre a Assimetria Escrotal no Homem e na Escultura Antiga. (Medicina, Chris McManus da University College London, 2002) Imagine quantos pênis de estátuas essa criatura teve que observar para chegar a uma conclusão...
  • Comemoração do quinquagésimo aniversário do bombardeamento de Hiroshima com testes nucleares no Pacífico. (Paz, Jacques Chirac, presidente da França, 1996) Sem comentários!
  • Conclusão experimental de que 1.000 meditadores treinados causaram um decréscimo de 18% no índice de crimes violentos em Washington DC. (Paz, John Hagelin, 1994) Por favor, mandem esses caras para o Rio...
  • Medidores matemáticos da moralidade, pela sua estimativa, de quantos cidadãos do Alabama irão para o Inferno se não se arrependerem. (Matemática, Igreja Baptista Sulista do Alabama, 1994) Ufa! Ainda bem que não moro lá...
  • Descoberta de que a água (H2O) é um líquido inteligente, e por demonstar que a água é capaz de se lembrar de acontecimentos muito depois de todos os vestígios desses acontecimentos terem desaparecido. (Química, Jacques Benveniste, correspondente da revista "Nature", 1991) A pergunta que não quer calar: e como se extrai a memória da água?!?
  • Explicação de como as civilizações foram influenciadas por antigos astronautas extraterrestres. (Literatura, Erich von Däniken, autor de "Eram os Deuses Astronautas?", 1991) Ei, eu lí esse livro! Fenômeno em vendas...
Algum comentário?!?









Postar um comentário