23 de jul de 2009

Soluções para o Brasil - I



Desemprego

"Sou brasileiro e não desisto nunca!"


Como de médico, louco e técnico de futebol, todo mundo tem um pouco, não fugirei à regra. Pelo menos uma vez por mês vou postar minhas idéias de como o Brasil poderia crescer e se desenvolver como uma grande potência que é. Só que infelizmente não percebemos esta potência por estarmos tão mesquinhamente envolvidos com nossos próprios umbigos e uma grande parte de nós se preocupando em encontrar soluções para "se dar bem"... Mas este assunto fica para outra postagem.O que vou escrever hoje é uma das soluções que possuo há anos para o desemprego, que afetaria também a questão da segurança.

Por que nossos comércios, indústrias, instituições financeiras, órgãos públicos e escritórios não passam a funcionar 24 horas por dia? Isso mesmo, 24 horas por dia abertos, funcionando com escalas de plantão como nos hospitais. Pare e pense por apenas alguns minutos na grande virada que daríamos, no aumento do PIB, na circulação de mercadorias, na bolsa de valores, no desenvolvimento do País...

Com três turnos de expediente, a oferta de empregos triplicaria, consequentemente, menos cidadãos ficariam desempregados. As ausências para resolver assuntos pessoais em bancos ou em órgãos públicos seria praticamente anulada pois teríamos as outras 16 horas para resolver, sem pressa. Não nos preocuparíamos em deixar de almoçar porque no curto espaço de tempo de 1 hora apenas, precisamos comprar aquele produto daquela loja (se tivermos sorte de retornar ao trabalho a tempo depois daquela fila imeeeensa no caixa).

Para os que tem disposição e necessidade, a oportunidade de trabalhar em 2 expedientes. Isso traria maior policiamento às ruas, logo, mais segurança.Com o aumento do lucro, as empresas poderiam melhorar o salário de seus funcionários ou aumentar os benefícios. Produziríamos mais, teríamos mais chances no mercado de trabalho, mais oportunidades, mais satisfação, mais alimento.Essa experiência é viável, basta você observar certas obras que são realizadas em forma de consórcio e empreitada, que são erguidas dia após dia, noite após noite, com turmas sendo substituídas, acelerando o processo de construção. E, num piscar de olhos, ei-la pronta. Eu mesma já tive a oportunidade de presenciar um supermercado levantar-se assim. Achei fantástico!

Uma solução razoavelmente simples. Pense nisso, reveja seus conceitos e mande sua opinião. Talvez, no futuro, possamos presenciar essa mudança.